Curiosidade: Cidade que sumiu sob a areia há 3 mil anos é encontrada no Egito

LUXOR, Egito — Uma expedição liderada pelo arqueólogo Zahi Hawass encontrou uma cidade que foi coberta pela areia há 3 mil anos no Egito. O anúncio feito na quinta-feira (8) ressalta que essa é maior cidade antiga já descoberta no país.

Amazônia: Duas espécies de corujas, já ameaçadas de extinção, são descobertas no Brasil

As escavações no local, que fica próximo de Luxor, começaram em setembro de 2020. Acredita-se que a cidade data do reinado de Amenófis III, que governou de 1391 a 1353 acc. Além disso, o local também fez parte da história dos faraós Aí e Tutancâmon. O segundo teve a tumba quase intacta descoberta no Vale dos Reis pelo arqueólogo britânico Howard Carter em 1922.

A descoberta desta cidade perdida é a segunda mais importante desde a tumba de Tutancâmon. A cidade pode nos dar um raro vislumbre da vida dos antigos egípcios na época em que o império estava mais rico — disse Betsy Brian, professora de egiptologia da Universidade John Hopkins em Baltimore, nos Estados Unidos, à BBC.

As escavações começaram perto do Vale dos Reis, cerca de 500 km ao sul da capital Cairo. O trabalho revelou ruínas de construções, joias, cerâmica colorida, amuletos de escaravelho e tijolos de lama com os selos de Amenófis III. Estabelecimentos e bairros também foram descobertos, incluindo uma padaria, um distrito administrativo e uma área residencial.

Ruínas da cidade encontrada no Egito.

“Em poucas semanas, para grande surpresa da equipe, formações de tijolos de barro começaram a aparecer em todas as direções. Uma grande cidade em bom estado de conservação, com paredes quase completas e salas repletas de utensílios do dia a dia. Muitas missões estrangeiras procuraram por esta cidade e nunca a encontraram”, contou Hawass em comunicado, acrescentando que a equipe ainda espera encontrar tumbas no local. Fonte/O Globo.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.